A Proteção Civil registou 510 ocorrências em Portugal continental na segunda-feira, na sequência da passagem da depressão Bárbara, com Lisboa a ser o distrito mais afetado pelo mau tempo.

“Nas últimas 24 horas, que correspondem ao início do estado de alerta [da Proteção Civil] para a depressão Bárbara registaram-se 510 ocorrências”, disse hoje à agência Lusa fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Estas ocorrências são, maioritariamente, “inundações, quedas de árvores, limpezas de via e quedas de estruturas”.

O distrito de Lisboa é o mais afetado pelo mau tempo, com 171 ocorrências do total contabilizado, seguido pelo de Setúbal (67), Coimbra e Guarda (ambas com 37), Leiria e Santarém (ambas com 36).

“Estes seis distritos totalizaram 75% da atividade registada no território” continental, referiu a mesma fonte, acrescentando que “não há registo de vítimas”.

Os únicos danos que houve foram, por exemplo, caves ou garagens inundadas, especificou a Proteção Civil.