A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) criticou hoje a iniciativa que vai promover espetáculos de sensibilização sobre comportamentos de risco de incêndio, “enquanto os operacionais pedem melhores condições”, acusando o Governo de “brincar com coisas sérias”.
Em causa está o projeto “Não brinques com o fogo”, apresentado em junho, que visa, através das artes, sensibilizar as populações para a necessidade de mudar comportamentos que possam originar fogos e promover a valorização e proteção dos territórios.
A iniciativa, que resulta de uma parceria entre o Ministério da Cultura e a Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF) implicou um investimento de 185 mil euros por parte da AGIF que será operado pelas direções regionais de Cultura do Norte, Centro, Algarve e Alentejo.
Em comunicado, a LBP lamenta o valor destinado à promoção de espetáculos de sensibilização, enquanto os operacionais “continuam à espera de ver substituídos os equipamentos de proteção para o combate aos fogos florestais com que andam há anos”.
Os representantes dos bombeiros voluntários acusam o Governo de “brincar com coisas sérias”, permitindo que a AGIF se transforme “em promotora de espetáculos, numa clara postura de ‘show business'”.
“Para a LBP, os espetáculos de sensibilização até poderão vir a ser úteis (se devidamente testados os seus impactos), mas só e sempre depois de superadas todas as prementes necessidades operacionais que permitam participar no combate com mais meios e mais segurança para os bombeiros”, escreve a Liga.
Segundo a LBP, há milhares de equipamentos de proteção individual cuja validade já foi ultrapassada e a resistência ao fogo perdida que precisam de ser substituídos, um problema que os representantes dos bombeiros consideram urgente.
“Até que isso aconteça, a LBP considera vergonhoso que se delapidem verbas em iniciativas, que não perdem oportunidade, quando os bombeiros lutam com falta de meios de proteção, inclusive, para a garantia da sua integridade física”, criticam.
A instituição recorda ainda a morte de quatro bombeiros em incêndios rurais, este ano, apelando para uma resposta célere do Governo.
O projeto “Não brinques com o fogo” foi apresentado em 23 de junho e os primeiros espetáculos vão ser apresentados em setembro e outubro em oito concelhos escolhidos pela AGIF tendo em conta a sua classificação com grau de risco elevado de incêndio: Penacova, Vila Nova de Poiares, Coimbra, Ourém, Paredes, Gondomar, Gavião e São Brás de Alportel.
Fonte: Noticias ao Minuto