O comandante dos Bombeiros Voluntários da Nazaré, no distrito de Leiria, João Estrelinha, abandonou o cargo alegando incompatibilidades com a atual direção.

Em comunicado, João Estrelinha, que há 10 anos comandava a corporação, anunciou esta semana a renúncia, que alegou ser “fruto de algumas incompatibilidades verificadas entre a atual direção e o cargo de comandante”, nomeadamente “diferentes metodologias e objetivos referentes à prossecução do desenvolvimento” da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Nazaré.

João Estrelinha tinha manifestado, em julho deste ano, a intenção de abandonar o comando da corporação, mas a pedido da direção acedeu a manter-se em funções até ao final da época de incêndios, que terminou no dia 31 de outubro.

No comunicado agora emitido, o comandante considera “altura de sair de funções e deixar quem de direito aplicar, livremente, o que entende como necessário e adequado para a associação”, para a qual sublinha ter querido sempre “mais e melhor”.

Estrelinha, que esteve ligado à associação com funções de comando durante 19 anos, 10 dos quais como comandante da corporação, fecha assim um ciclo marcado por “uma caminhada contínua, dura e exigente, porém, sempre assente na busca incessante de mais e melhor conhecimento para poder colocar ao dispor” do concelho “um socorro de excelência”, afirma no comunicado.

O comando da corporação ficou agora entregue ao adjunto do comando Ricardo Rebelo, nomeado interino pela direção até que seja nomeado um novo comandante.

A direção da associação, que se encontra em final de mandato, tem eleições marcadas para o próximo mês de dezembro, encontrando-se a decorrer o prazo para entrega de listas candidatas aos órgãos sociais.