A Câmara Municipal de Portalegre aprovou, recentemente, o Protocolo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) e a Associação dos Bombeiros Voluntários de Portalegre que define as Condições de Contratação e Funcionamento das Equipas de Intervenção Permanente (EIP).

Segundo explica a autarquia, “a criação de uma segunda Equipa de Intervenção Permanente (EIP) nos Bombeiros de Portalegre permite agora reforçar a capacidade operacional da corporação e assegurar em permanência o socorro às populações.”

A edilidade salienta ainda que “esta equipa é composta por cinco bombeiros profissionais, sendo os custos decorrentes da sua remuneração comparticipados em partes iguais pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e pela Câmara Municipal de Portalegre.”