90% Do incêndio de Vila de Rei e Mação em fase de resolução

Cerca de 90% do incêndio que dura há quatro dias em Mação e Vila de Rei, respetivamente em Santarém e Castelo Branco, está em fase de resolução e uma grande percentagem está mesmo numa fase avançada de rescaldo.

Os avanços no combate ao fogo são resultado dos trabalhos “frutíferos” da noite e de um “empenhamento forte de meios”. O ponto de situação sobre o incêndio foi feito numa conferência de imprensa, na Sertã, às 8 horas desta terça-feira, pelo Comandante Operacional de Agrupamento Distrital do Centro Sul (CADIS), Luís Belo Costa.

O comandante da Proteção Civil considera que foi possível travar o fogo em zonas muito difíceis. “A situação está hoje muito mais favorável do que ontem ao final do dia”, acrescentou.

A chuva que caiu durante esta madrugada ajudou no combate às chamas, mas a situação continua por controlar em Mação. No terreno, continuam mais de mil operacionais, apoiados por três centenas de viaturas.

Luís Belo Costa diz esperar que ainda no período da manhã possam “terminar esta tarefa”, ou seja, dominar totalmente o incêndio, mas avisa que vão registar-se novamente temperaturas elevadas e ventos fortes a partir da hora de almoço, que podem dificultar os trabalhos.

Quase 30 concelhos de sete distritos em risco máximo de incêndio

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Vila de Rei, Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova, Oleiros, Covilhã e Penamacor (Castelo Branco), Penedono, Vila Nova de Paiva e Tarouca (Viseu).

Também em risco máximo estão os concelhos de Marvão, Nisa e Gavião (Portalegre), Abrantes, Mação, Sardoal (Santarém), Loulé, São Brás de Alportel e Alcoutim (Faro), Sabugal, Guarda, Pinhel, Figueira de Castelo Rodrigo e Vila Nova de Foz Coa (Guarda), Freixo de Espada à Cinta, Torre de Moncorvo, Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros e Vimioso (Bragança).

O IPMA colocou também vários concelhos dos distritos de Faro, Beja, Santarém, Castelo Branco, Portalegre, Coimbra, Viseu, Bragança, Guarda, Viseu, Braga e Vila Real em risco muito elevado de incêndio.

De acordo com o instituto, o risco de incêndio vai continuar máximo, muito elevado e elevado pelo menos até ao fim de semana em vários distritos de Portugal continental.

Fonte: JN