Viseu sem reforço de meios, apesar do nível de alerta

O distrito de Viseu não vai ter reforço de bombeiros, com o pré posicionamento de meios na Base de Apoio Logistico de Mangualde, ao contrário do que sucede noutros pontos do país.

Ao inicio da madrugada a Proteção Civil colocou em marcha o pré-posicionamento de meios reforçando várias bases do país, devido ao aumentar do risco de incêndio.

Fonte da Proteção Civil explica a decisão com a existência de um grupo de reforço “na GNR de Viseu e outro em Trancoso, ambos equipados com máquina de rastos”. Bragança e Aveiro são outros locais de concentração de meios que “em caso de necessidade podem ser desviados para Viseu”.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil alerta para o aumento do risco de incêndios a partir desta sexta-feira, devido a uma subida gradual da temperatura e a diminuição da humidade relativa.

No distrito o fogo de Tabuaço, o mais grave da semana, foi sobrevoado esta manhã por um avião de coordenação que analisou a área com uma câmara térmica que “confirmou a extinção do fogo”. No local permanecem, contudo, 60 bombeiros e sapadores florestais em operações de consolidação de rescaldo

Fonte: Rádio Escuro